Posts Tagged ‘Rejeição

05
jul
10

Crônicas da timidez

Depois de um bom tempo não consegui encontrar nenhuma resposta para estar ali. A caipirinha na minha mão já esta deixando meus dedos dormentes e o álcool ainda nem pensava em adormecer meu mau-senso. A música já havia embalado minhas pernas e eu dançava naquele rítimo de batidas graves e repetitivas que só eu me perco. Me impressionava que alguém tímido como eu conseguia dançar, mas era uma sensação muito boa apesar de eu achar que a caipirinha estava agindo no lugar errado.

O pessoal que estava comigo não saia muito do lugar, davam uma mechidinha sem tirar os pés do chão e eu não estava afim de jogar fora o dinheiro que paguei para entrar ali, apesar de o ambiente não estar tão bem quanto deveria.

Eu estava no ambiente perfeito para esquecer do que me aprisionava a tempo e fazer o que me dava vontade, que era aproveitar a música e quem sabe arrumar alguém pra curtir a noite, que é onde eu queria chegar.
No local haviam alguns grupinhos de pessoas e algumas garotas dispersas curtindo a música aparentemente sozinhas. Terminei a caipirinha e fui para mais próximo do meio da pista, dancei um pouco mais e cheguei um pouco mais perto de uma garota que dançava, aparentemente esperando a atitude de alguns dos “hombres” que ali estavam.

Essa é minha chance! Ela está sozinha ali curtindo, vamos ver o que consigo fazer. Pensei. Tentei alguns olhares mas não confiava na minha visão pois três graus e meio de miopia no escuro com fumaça e luzes piscando não são fatores que proporcionam confiança visual. Neste momento surgiu um lampejo de esperança no fundo da minha mente. Sabe aquele cantinho da mente que, se irrigado com doses mal administradas de esperança resultam numa merda sem tamanho? Pois bem, havia uma cachoeira de esperança inundando esse cantinho fazendo o mar parecer uma poça d’água.

Acontece que foi nesse momento em que a merda aconteceu. Ao invés de uma investida impensada, nosso personagem preferiu analisar o experimento para obter uma probabilidade de sucesso. Uma lição aprendida com isso? NUNCA utilize seu modo matemático para tentar uma investida, ainda mais se você possui uma tendência natural em achar que a resposta não será simplesmente um não seguido de um sorriso amarelo e suas variantes, mas sim algo completamente humilhador que te deixará de cara no chão sem conseguir olhar na cara de ninguém num raio de 100m ou um tazer no meio dos olhos.

Isso só vai lhe dar uma coisa meu caro amigo com problemas de rejeição: a dúvida entre o que é melhor, a humilhação ou o tazer. De fato a probabilidade do Tazer é relativamente mais baixa do que a da humilhação mas isso é uma história para outros dias.

25
nov
09

Desenvolvendo o post relâmpago anterior…

Não, não consegui encontrar a resposta para a pergunta do post anterior.
E a cada maneira que tento perguntar a dúvida fica cada vez pior, sempre dando voltas em círculos e terminando na mesma e tentadora tristeza regada a Coldplay.

É, Coldplay tem esse efeito desastroso em mim e sei que não sou o único. Enfim…

Sempre me vejo preocupado com esse tipo de atitude que eu não gostaria de ver em mim, atitude de pessoas sem atitude que não conseguem viver a própria vida, não fazem o que tem vontade com medo de represália.

Rejeição é um dos meus medos. Um dos piores. Unido a meu pessimismo natural eu me sinto feliz por ainda não sofrer de Síndrome do Pânico e me trancar em casa com medo de receber um não quando for comprar um lanche na rua. E é tudo muito arritimado, uma hora eu creio cegamente que todos vão me aceitar, outra hora tenho certeza absoluta de que vão olhar para mim como se eu não fosse nada e vão me deixar pior que isso.

Não faço a mínima idéia de como isso começou, então não sei por onde começar se for tentar adivinhar o que (Ou quem) me fez ser assim. Mas wtv…

Ta virando post meu-querido-diário, mas não sei qual vontade é maior, a de parar por aqui ou terminar.

Voltando…fico com medo de não estar enxergando que sou algo que menosprezo, que eu falo dos outros mas faço coisas parecidas. Um Hipócrita segundo esse post da Lucy (Não me abomine please…).

Pois é, as vezes percebo que a hipocrisia está no meu sangue, mas a vontade de criticar é mais forte. Eu juro que estou tentando me curar. Juro!

Ainda não expliquei o porque do impulso de fazer esse post. É o seguinte:
Já há um bom tempo que percebo que minha imagem de relacionamento é sempre acompanhada de meus amigos, ou de pessoas que convivem comigo. Não só a de relacionamento, mas em várias áreas da vida, pois falemos de relacionamentos.

Eu possuo minha imagem de companheira perfeita. Todos tem, quem nunca imaginou a pessoa que gostaria de passar a maior parte de sua vida que atire a primeira pedra. Eu admito que tenho minha própria concepção de como seria minha companhia: personalidade, aparência e etc. Sei que é coisa de autista, mas é a verdade.

Esse não é o problema (pois é, esse não é o problema). O problema está em como essa companhia aparece em minha imaginação. Sempre num momento em que será exposta a opinião (palavra chave, oi) das pessoas quanto a situação. A opinião que eu espero, não vale a pena comentar agora, mas sempre à espero em várias situações de meus “sonhos acordados”.

Irrita-me pensar que e quero esse tipo de coisa só para ver a reação das pessoas. A palavra ridículo fica pulsando na minha cabeça.

Algumas vezes até tento praticar um pouco, tentando transformar essa imagem em algo mais privado, mas é difícil, e agora que escrevo eu percebo o quanto isso é chato.

É difícil imaginar o seu próprio mundo, sem pessoas em volta. Ao menos o meu é, acho que eu não conseguiria viver sem as pessoas em volta de mim, mesmo eu querendo muito conseguir. A vida solitária não é ruim como dizem os contos de fadas do Tio Sam.

Acho que preciso esquecer relacionamentos e me concentrar nos trabalhos que vão me tirar da DP. Aposto que se a maior parte das pessoas fizesse isso estaríamos num mundo melhor. (Y)




Pick a Twitt

Erro: o Twitter não respondeu. Por favor, aguarde alguns minutos e atualize esta página.

Pick a Day

maio 2017
S T Q Q S S D
« dez    
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
293031  

Pick a Click

  • 3,206 Acessos