Archive for the 'Histórias' Category

23
jul
10

Twin – Capítulo 7 – Fuga

Demorou, mas saiu. Peço desculpas sinceras pela demora, mas graças à @yuriranier eu terminei este capítulo. Não está como eu imaginava que seria, até porque está duas vezes maior do que o costume (quase duas mil palavras) e etc. Espero que gostem. Boa leitura

O Prefeito jazia ao chão com um buraco em sua cabeça, semelhante ao do segurança. Não ouviu nenhum tiro em nenhum momento e a pele do Prefeito já estava pálida, aparentemente estava ali deitado a um bom tempo. Não podia entender o que acontecera, o Prefeito foi assassinado por alguém que sabia o que estava fazendo. Cesar saiu do quarto enquanto tirava o celular do bolso. Digitou um atalho e logo foi atendido, era Gabriel do outro lado da linha.

-Problema! O cara ta morto. Alguém chegou aqui antes. Matou o segurança e depois matou o Alvo. Foi bem antes de eu chegar.
-Como assim alguém o assassinou? Sai daí agora! Se fizer algum tempo alguém já deve ter percebido a falta dele – Gabriel sussurrava nervosamente.

Continue Lendo

12
jul
10

Protegido: Warbirth – Capítulo 0

Este conteúdo está protegido por senha. Para vê-lo, digite sua senha abaixo:

05
jul
10

Crônicas da timidez

Depois de um bom tempo não consegui encontrar nenhuma resposta para estar ali. A caipirinha na minha mão já esta deixando meus dedos dormentes e o álcool ainda nem pensava em adormecer meu mau-senso. A música já havia embalado minhas pernas e eu dançava naquele rítimo de batidas graves e repetitivas que só eu me perco. Me impressionava que alguém tímido como eu conseguia dançar, mas era uma sensação muito boa apesar de eu achar que a caipirinha estava agindo no lugar errado.

O pessoal que estava comigo não saia muito do lugar, davam uma mechidinha sem tirar os pés do chão e eu não estava afim de jogar fora o dinheiro que paguei para entrar ali, apesar de o ambiente não estar tão bem quanto deveria.

Eu estava no ambiente perfeito para esquecer do que me aprisionava a tempo e fazer o que me dava vontade, que era aproveitar a música e quem sabe arrumar alguém pra curtir a noite, que é onde eu queria chegar.
No local haviam alguns grupinhos de pessoas e algumas garotas dispersas curtindo a música aparentemente sozinhas. Terminei a caipirinha e fui para mais próximo do meio da pista, dancei um pouco mais e cheguei um pouco mais perto de uma garota que dançava, aparentemente esperando a atitude de alguns dos “hombres” que ali estavam.

Essa é minha chance! Ela está sozinha ali curtindo, vamos ver o que consigo fazer. Pensei. Tentei alguns olhares mas não confiava na minha visão pois três graus e meio de miopia no escuro com fumaça e luzes piscando não são fatores que proporcionam confiança visual. Neste momento surgiu um lampejo de esperança no fundo da minha mente. Sabe aquele cantinho da mente que, se irrigado com doses mal administradas de esperança resultam numa merda sem tamanho? Pois bem, havia uma cachoeira de esperança inundando esse cantinho fazendo o mar parecer uma poça d’água.

Acontece que foi nesse momento em que a merda aconteceu. Ao invés de uma investida impensada, nosso personagem preferiu analisar o experimento para obter uma probabilidade de sucesso. Uma lição aprendida com isso? NUNCA utilize seu modo matemático para tentar uma investida, ainda mais se você possui uma tendência natural em achar que a resposta não será simplesmente um não seguido de um sorriso amarelo e suas variantes, mas sim algo completamente humilhador que te deixará de cara no chão sem conseguir olhar na cara de ninguém num raio de 100m ou um tazer no meio dos olhos.

Isso só vai lhe dar uma coisa meu caro amigo com problemas de rejeição: a dúvida entre o que é melhor, a humilhação ou o tazer. De fato a probabilidade do Tazer é relativamente mais baixa do que a da humilhação mas isso é uma história para outros dias.

30
mar
10

Twin – Capítulo 6 – Missão Cumprida

Naquela madrugada Cesar levantou cedo. Tinha uma missão a cumprir, o que exigia silêncio e consequentemente nenhum café da manhã. Vanessa já estava habituada a acordar e não encontrar ninguém no apartamento. Sentia-se um pouco solitária naquelas manhãs. Nunca havia sentido a necessidade de alguém como havia com ele, de sua companhia nos cafés da manhã, mas já estava a acostumar-se com a casa vazia.
Continue Lendo

01
mar
10

I Had a Dream

O sonho mais distante que tive esta noite que consigo me lembrar foi mais ou menos assim:

Eu estava em um clube, desses com piscina e tudo mais. Era bem grande e as piscinas pareciam mais com cavernas do que com piscinas de fato. Lembro-me que no começo do sonho eu não era nenhum personagem, apenas um espectador. Haviam duas pessoas que participavam do sonho, seus rostos não estavam escritos em minha memória, mas ambos eram personagens masculinos.

Ficou Curioso? Clique aqui!

23
jan
10

Shopping, Nárnia e Refrigerante

Hoje eu tentei em vão mais uma vez ir ao Shopping center para me divertir um pouco. Sexta feira a noite, amigos chamam para ir, rolê de baixo custo…por que não?
Saí uma hora mais cedo da empresa, e cheguei no Shopping uma hora antes da hora marcada para o rolê. Imaginei que conseguiria ler com calma o meu As Crônicas de Nárnia naquelas poltronas super confortáveis que ficam na frente da Starbucks de lá quando me deparei com algo incrivelmente inconveniente:

Continue…

04
jan
10

Twin – Capítulo 5 – Cesar

Naquela manhã ela não teve de pular da cama. Ele entrou tão silenciosamente no quarto que nem mesmo um gato teria se incomodado de olhar quem entrava. A cortina deixava apenas uma parcela da luz entrar, deixando o quarto com uma iluminação fraca e de tom alaranjado. A cama ficava de lado para a janela e a pouca luz que entrava formava a delicada silhueta do corpo dela que vestia uma camiseta fina o suficiente para apenas cobrir a pele. Os lençóis estavam à altura da cintura e ela estava deitada de bruços, de costas para a janela e de frente para a porta. Ele ficou alguns segundos observando a poeira brincar no ar acima dela. Continue lendo




Pick a Twitt

Erro: o Twitter não respondeu. Por favor, aguarde alguns minutos e atualize esta página.

Pick a Day

agosto 2017
S T Q Q S S D
« dez    
 123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
28293031  

Pick a Click

  • 3,217 Acessos